Você conhece as diferenças entre os principais tipos de cerveja? Nesse blog o Barbosa Supermercados vai te explicar tudinho para que você possa se tornar um especialista em cervejas!

 

Beabá da cervejaria

 

Malte: é qualquer grão (cereal) que tenha passado pelo processo de malteamento; processo que interrompe o desenvolvimento dos grãos e os seca através da torrefação ou defumação. A função do malte é fornecer nutrientes e açúcares que funcionarão como alimento ao fermento (leveduras). A partir, são produzidos o álcool e gás carbônico na fermentação da bebida.

O tipo de malte e a intensidade de torrefação determinam algumas características importantes nas cervejas como: a cor, o sabor e o aroma. Maltes claros tendem a ter notas de pão ou nozes; já os escuros, de doce tostado, café e chocolate. 

Lúpulo: botão de flor que atua como conservante, é o responsável pelo amargor da cerveja e também por aromas herbais e florais. O lúpulo geralmente é adicionado no processo de início da fervura da bebida para conferir amargor a cerveja, mas também pode ser adicionado ao final da fervura para extrair aromas diferentes a bebida.

 

Fermento: as leveduras são organismos que, na cerveja e nas demais bebidas fermentadas, consomem os açúcares presentes e os transformam em compostos que influenciam no aroma e no sabor da bebida, além de contribuírem para a excelência do produto.  É a alma da cerveja! A partir da escolha da levedura é definida a principal característica da bebida, por isso existem famílias diferentes baseadas na escolha do fermento.

 

Tipos de cerveja

 

Lager

 

A mais consumida no Brasil. A Lager é uma cerveja de baixa fermentação, isso significa que sua fermentação inicia em temperatura mais baixa, por volta de 6 a 12 graus, por isso o fermento tende a acumular no fundo dos tanques. Com isso, essas cervejas tem uma coloração mais dourada. Por ser tão popular, a Lager vai bem em qualquer ocasião e pode ser consumida ao lado de qualquer prato.

 

IPA

 

Também conhecidas como India Pale Ale, as IPAs são cervejas mais lupuladas e consequentemente com mais amargor. São cervejas de alta fermentação e alto teor alcoólico. Em geral são cervejas muito aromáticas, refrescantes e com características únicas. As IPAs mais clássicas harmonizam com carne assada, comida mexicana e hambúrguer, e são melhor servidas em copos mais largos (o que ajuda na formação da espuma).

 

Amber

 

É uma cerveja da família Lager, mas diferencia-se pela sua cor: âmbar. Além disso, no processo de fermentação da Amber temos maior presença do malte, o que confere um sabor adocicado no começo e com um amargor característico no final. Pode ser harmonizada com carnes bovinas e suínas e também petiscos como batata-frita ou até mesmo castanhas.

 

Dunkel

 

É a cerveja tradicional de Munique, na Alemanha. Traduzido do alemão, “dunkel” significa “escuro”, e as cervejas desse estilo seguem esta coloração, que vai de um cobre ao marrom escuro. As principais características da Dunkel são a presença intensa do malte, proporcionando um aroma com maior dulçor e notas que remetem ao chocolate, caramelo e toffee. Já no paladar, temos um sabor levemente torrado.

 

Porter

 

Popularizada como a cerveja dos trabalhadores portuários ingleses e irlandeses, por isso a origem do nome. A cerveja Porter surgiu em Londres há cerca de 300 anos atrás, evoluindo de uma Brown Ale jovem e doce, popular na época.  Mas a Porter se destaca por ser uma cerveja escura, produzida com malte torrado, com notas que remetem a café, chocolate amargo, toffee e biscoitos. 

 

Pale Ale

 

As Ale são cervejas de alta fermentação, com isso a levedura vem mais à tona na mistura. Esse estilo de cerveja ficou conhecido por ter uma cor clara — daí a origem do nome “cerveja pálida”, em tradução livre. Mas atualmente, com a pluralidade de cervejas Pale Ale essa tradução perdeu um pouco do significado. A principal característica do estilo Pale Ale, além da coloração dourada ou mais puxada para o cobre, é um nível de amargor que varia do médio para o alto.

 

Pilsen

 

A amada cerveja dourada, translúcida, leve e refrescante dos brasileiros, na verdade, tem origem alemã! A cerveja Pilsen teve início em uma pequena cidade da Boêmia, atualmente República Tcheca, chamada de Plzeñ (traduzido do alemão significa Pilsen) pelo cervejeiro Josef Groll, que dominava técnicas de maltagem e fermentação a frio e, acrescentou a essa produção uma espécie de lúpulo local, criando uma cerveja refrescante, dourada e carbonatada.

Devido a sua leveza, harmoniza bem com frutos-do-mar e saladas.

 

Stout

 

As Stouts são cervejas de alta fermentação, produzidas com bastante malte torrado ou cevada tostada, caracterizando um sabor tostado e uma coloração muito escura. No aroma, apresentam notas de malte tostado, chocolate e café. São consideradas cervejas fortes, com alto teor alcoólico e que dão uma sensação de cremosidade e calor quando tomadas, sendo perfeitas para se aquecer no inverno.

Com essas dicas você vai encontrar a cerveja ideal para cada momento!

Quer mais dicas para o seu dia a dia? Tem muito mais no Blog do Barbosa.

*A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos. Se beber, não dirija.