Mais que escolher um bom corte de carne para o seu churrasco, a procedência e a
qualidade do frigorifico fornecedor das carnes também vai influenciar no sabor do
seu churrasco? Aqui vão algumas dicas para identificar uma carne e não errar mais
na qualidade:

Preste atenção no odor da carne: o cheiro forte e a coloração mais acinzentada
podem ser sinais de que essa carne não está boa. Além disso, não deixe de verificar
a textura: se ao apertar a carne ela não voltar ao seu estado normal, isso é um sinal
de que ela não está fresca.

Fique atento ao corte
São tantos tipos de corte de carne que fica difícil saber qual a diferença entre eles e
qual é melhor para cada tipo de prato. Mas é importante saber, existem cortes mais
indicados para o churrasco, outros para refogar, mas na dúvida, sempre pergunte ao
seu açougueiro qual corte combina com o seu evento.

De olho na gordura
A gordura possui um tom amarelo claro em carnes frescas. Algo fora desse padrão,
é melhor evitar. Principalmente em cortes em que a gordura é responsável pelo
sabor como picanha, costela e maminha, que têm uma camada de gordura que
confere maciez e suculência à carne.

Sebo? Aqui não!
Se a carne estiver com sebo, peça para o açougueiro removê-lo praticamente por
inteiro. Diferentemente da gordura, o sebo não confere maciez à carne. Além do
sebo, outros elementos como hematomas, coágulos, ossos e cartilagens devem ser
descartados.

A ajuda que você precisa para escolher a melhor carne está no Açougue da
família. Venha conhecer.
O Açougue da Família trabalha só com os melhores fornecedores e com carnes
frescas de desossa. Nossos açougueiros especialistas estão preparados para ajudá-lo
em todas essas questões de qualidade e preparar sempre os melhores cortes para
seu churrasco ou receita do dia a dia. Venha conferir.